Oficina de Sensibilização à Questão das Drogas: 100 vagas para magistrados, promotores e defensores

 

A Diretoria da Escola Superior da Magistratura convida Vossa Excelência a participar da Oficina de Sensibilização para o Trabalho Intersetorial na Antenção à Questão da Droga, a ser realizada no próximo dia 16 de agosto, das 8h às 17h, na sede desta Escola.

Para tanto, serão ofertadas 100 vagas a magistrados, promotores e defensores públicos interessados em participar.

Assim, as inscrições às vagas oferecidas serão disponibilizadas pelo site: http://esma-acad.tjpb.jus.br até o dia 15/08/2013.

Outras informações estão disponíveis no folder do evento, o qual pode ser solicitado através do e-mail esma@tjpb.jus.br .


..........................................................................................................................................................................

Notícia:

Primeira oficina de enfrentamento ao crack e outras drogas será realizada na Esma

A Escola Superior da Magistratura (Esma) será palco da primeira Oficina de Sensibilização para o Trabalho Intersetorial na atenção a questão da Droga. O trabalho tem como principal objetivo formar juizes, promotores e defensores públicos no tocante ao debate e enfrentamento ao crack e outras drogas. O evento será no próximo dia 16 e nasceu de uma parceria entre a Esma, a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Defensoria Pública, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPB) e a Caop.

Segundo a assessora da Diretoria da Esma, Andrea Coutinho Marcelino Leone, o Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) tem realizado diferentes cursos nas modalidades presenciais e à distância, visando atingir um público abrangente, como forma de garantir a eficácia e efetividade das ações nas áreas de prevenção do uso, tratamento, reinserção social, redução de danos e repressão ao tráfico de drogas.

Em 2010 a Senad lançou o edital nº 002/2010/GSIPR/SENAD, dirigido as instituições de ensino superior, para criação de uma rede de Centros Regionais de Referência, para formação de profissionais que atuam nas redes de saúde e assistência social com usuários de crack e outras drogas. Na Paraíba, o IFPB e a UFPB participaram desta Chamada Pública de 2010 e implantou em João Pessoa o Centro Regional de Referência para Formação Permanente de Profissionais da Rede de Atenção aos Usuários de Crack e outras Drogas (CRR-IFPB).

O Centro formou, no período de 2010/2011, 350 profissionais da rede SUS e SUAS de todo o Estado, em parceria com secretarias de governo estadual e municipais. Este ano a Senad firmou um Termo de Cooperação Técnica com o IFPB para ampliação e manutenção do CRR-IFPB.

Para os especialistas, essa medida favorecerá a estruturação, a integração, a articulação de iniciativas voltadas à prevenção do uso, tratamento e reinserção social através da realização de cursos de formação dirigido à rede de atenção aos usuários de crack e outras drogas. A iniciativa possibilitará o fortalecimento das políticas públicas sobre drogas no estado da Paraíba, contemplando a integração da comunidade, instituições e poder público nas turmas em formação no CRR-IFPB.

Para o biênio 2013/2014 está prevista a inclusão, entre os profissionais, dos operadores do direito e atores da Segurança Pública e do Sistema de Justiça (Ministério Público, Magistratura e Defensoria Pública).

Programação

Dia 16/08

08h – Credenciamento e Abertura Oficial

08h30 – – Palestra: A interface entre Políticas sobre Drogas/Trabalho/Penas e Medidas Alternativas

Palestrante: O Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD)/Ministério da Justiça – Defensor Público de São Paulo, Dr. Vitore André Zílio Maximiano.

9h30 – Oficina: A sensibilização para o trabalho intersetorial. Técnica utilizada: Psicodrama

Responsáveis são psicodramatistas, Maria Inês Gandolfo (Dra. do Instituto de Psicologia/Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Brasília) e a Profª Maria Aparecida Penso (Professora Dra do Programa de Psicologia da Universidade Católica de Brasília)

10h45 – Intervalo

11h – Uma vivência pessoal – A relação Justiça/Comunidade – busca para superação da solidão do(a) Juiz(a) – Responsável: Juíza Maria Aparecida Sarmento Gadelha–Coordenadora de Extensão

12h – Intervalo Almoço

14h – Reinserção Social – Uma Vivência Relacional – Lua Nova – Sorocaba/SP

Responsável: Raquel Barros

15h15 – Intervalo

15h30– Palestra: A interface entre Políticas sobre Drogas/Saúde/Sinase

Palestrante: Dr. Murillo José Digiácomo – Promotor de Justiça titular da 1º Vara Cível da Comarca de Curitiba Paraná.

Fonte: Gecom – Fernando Patriota