48º Encontro do Copedem encerra com a divulgação da Carta de Belo Horizonte

O Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem) divulgou, nessa sexta-feira (14), a Carta de Belo Horizonte, elaborada após o XLVIII Encontro do Copedem. O evento, que foi realizado na capital mineira, contou com a presença do diretor da Escola Superior da Magistratura (Esma) e Financeiro do Colégio, desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, além de magistrados de todo o país.

 

O documento reúne os pontos institucionais deliberados e aprovados por unanimidade pelos integrantes do Copedem. Na carta, os diretores das escolas destacam, entre outros pontos, o estudo da segurança humana nas escolas judiciais de Magistratura interessa ao Poder Judiciário, notadamente para compreensão da violência; os cursos de aperfeiçoamento; e a formação judicial passa por processo de transformação.

 

A carta traz, ainda, o desafio das escolas judiciais quanto à efetividade e impacto das ações educativas aliando o planejamento pedagógico das Escolas à estratégia da Justiça; e a complexidade das relações humanas no ambiente global.

 

Para o presidente do Copedem, desembargador Marco Villas Boas, “a formação dos magistrados não deve ser apenas técnica, procedimental. Deve unir a ciência a uma dimensão humana, como um fator de evolução do desenvolvimento profissional, com uma perspectiva holística dos juízes."

 

Confira a carta na íntegra aqui.

 

Por Marcus Vinícius