Servidores participam de Curso sobre Relações Interpessoais e Mediação de Conflitos na Esma

Nesta segunda-feira (19), teve início o Curso Relações Interpessoais e Mediação de Conflitos no Serviço Público, destinado para os servidores do Judiciário estadual. A formação ocorre na Escola Superior da Magistratura (Esma) em João Pessoa e segue até quarta-feira (21). O objetivo é fornecer ferramentas que possibilitem trabalhar as situações divergentes e conflitos, eliminando tensões, de modo a promover as boas relações no ambiente de trabalho e contribuir para a qualidade do serviço público.

O curso é promovido pela Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep), instituição credenciada pela Esma, e terá 20 horas/aula, das 8h às 12h e de 14h às 18h, nos dois primeiros dias. Na quarta-feira, último dia de atividade, o horário será das 8h às 12h.

Segundo a professora Ilka Campos, o curso busca a melhoria e a qualidade das pessoas, que é o principal capital de toda organização. “A formação não vem só aperfeiçoar os serviços prestados pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, mas busca melhorar as relações, que são fundamentais para o sucesso de qualquer organização”, disse a docente.

A expectativa do oficial de Justiça Pablo Forlan é de que a capacitação traga conhecimento na área de humanização. “A proposta desse curso é termos uma visão de relacionamento interpessoal. Hoje em dia, temos, em algumas vezes, perdido essa relação no ambiente de trabalho e familiar”. Já para Ernesto Antônio, que também é oficial de Justiça, a formação ajudará no exercício de sua atividade fim, bem como trará conhecimento e melhorias à relação entre os próprios servidores.

Durante os três dias, os alunos assistirão aulas sobre as relações interpessoais no serviço público; crenças e valores individuais e grupais; percebendo a si e ao outro – interpretando comportamentos; relacionamentos como fator decisivo para o desenvolvimento pessoal; empatia – compreendendo e demonstrando interesse pelo outro; e qualidade no relacionamento: receptividade, segurança, confiabilidade e assertividade. 

Ainda serão abordados os seguintes temas: a importância do feedback para a melhoria dos relacionamentos; conflitos no ambiente de trabalho: preconceitos e estereótipos, hostilidades e atritos pessoais, conflitos de gerações; e reavaliando comportamentos e atitudes – autoavaliação e ações de melhoria. 

Por Marcus Vinícius/Ascom-TJPB