269 servidores participaram de pesquisa promovida pela Esma sobre capacitações para 2020

Buscando, cada vez mais, qualificar e aperfeiçoar os servidores de todas as entrâncias do Poder Judiciário estadual, seja em cursos nas modalidades presencial ou em EaD, a Escola Superior da Magistratura (Esma), por determinação de seu diretor, desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, promoveu, no mês de janeiro, um levantamento das necessidades de capacitação junto aos servidores. A pesquisa, realizada pela Gerência de Formação de Servidores (Gefas), faz parte da elaboração do Plano Anual de Capacitação da instituição de ensino para 2020.

Conforme os dados, as formações mais solicitadas pelos participantes para a melhoria do seu desempenho em suas atividades foram: Processo Judicial eletrônico (PJe); Sistema Eletrônico de Execução Unificado (SEEU); Processo Penal; Tribunal do Júri; Informática; Português; áreas Jurídica, de Gestão Pública, de Gestão de Pessoas, Sustentabilidade e Orçamentária e Financeira.

“Foi muito importante a participação dos servidores neste levantamento, pois estabeleceu parâmetros para nortear o planejamento das atividades que serão desenvolvidas na Escola, durante o ano de 2020”, disse a supervisora Virgínia Scarano.

Um ponto importante da pesquisa era saber se o interessado pretendia ministrar cursos como instrutor interno. Neste tocante, Virgínia Scarano ressaltou que 93 servidores apresentaram interesse em colaborar em diversas áreas do conhecimento, consolidando a política de engajamento dos servidores à Escola, com retribuição financeira de acordo com a tabela de remuneração da Esma. 

O servidor/instrutor estará apto a ministrar curso nas áreas do direito, informática, gestão, orçamento, saúde mental, práticas cartorárias, mediação, biblioteconomia e arquivologia, contabilidade e cálculos judiciais. 

No formulário, o servidor informou, ainda, seu nome; matrícula; endereço de e-mail; cargo; unidade de trabalho; o nível de sua escolaridade; qual a modalidade para participação em cursos e eventos de capacitação; e se tinha interesse em iniciar curso de graduação ou pós-graduação em 2020.

Por Marcus Vinícius/Gecom-TJPB