Um ano da gestão 2019/2020: Esma fortalece ensino de formação à magistratura com Residência Judicial

A Gerência de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba vem veiculando uma série de matérias sobre o primeiro ano da gestão 2019/2020 do Poder Judiciário estadual. Na nova publicação, nesta quarta-feira (19), destaque para as ações promovidas pela Escola Superior da Magistratura (Esma) no ano passado, que tem o desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque à frente da direção da instituição de ensino.

 

O texto ressalta que a Esma registra como um dos seus pilares educacionais a preparação de bacharéis para o exercício da atividade judicante, por meio do Curso de Preparação à Magistratura (CPM) com Residência Judicial. Aliado a isso, atua na formação e aperfeiçoamento de magistrados e servidores.

 

Além dos cursos que constituem principais atividades, obrigatórias e opcionais, também se destacam a política de desenvolvimento de eventos culturais de curta duração, como capacitações específicas de magistrados e servidores, congressos temáticos, conferências e palestras; o lançamento de obras literárias; as comemorações de datas especiais e a entrega de comendas a pessoas que contribuem para que seus objetivos sejam alcançados.

 

Com o credenciamento do Conselho Estadual de Educação como Escola de Governo, a Esma passou a ministrar e certificar seus cursos de especialização lato sensu, sendo a primeira formação em Gestão Cartorária Judicial.

 

A segunda especialização em Processo Civil, com ênfase na Mediação e na Conciliação, está em fase de conclusão, quando os alunos concluintes receberão dois certificados profissionalizantes, sendo um deles de especialista e o outro de mediador e conciliador, que lhes permitirão atuar profissionalmente junto ao Tribunal de Justiça do Estado. Foi uma grande conquista que colocou a Escola numa posição de vanguarda e lhe deu maior visibilidade e robustez em suas ações.

 

Para o diretor da Esma, desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, o sucesso alcançado pela instituição é fruto dos esforços de uma equipe abnegada e comprometida com a sua administração, que se propôs a estabelecer novos rumos para o órgão que tem uma missão tão importante para o Poder Judiciário.

 

Por Gilberto Lopes/Gecom-TJPB