CNJ divulga boas práticas do Tribunal de Justiça da PB

O Portal do Conselho Nacional de Justiça, acessado pelo site www.cnj.jus.br, vem divulgando, em várias matérias, as boas práticas da atuação do Tribunal de Justiça da Paraíba.

Reportagem mais recente, com o título “VEP virtual na Paraíba será modelo em todo o País”, revela que o projeto desenvolvido pelo TJPB já se encontra em “avançado trabalho de racionalização nas buscas de documentos e de procedimentos que agilizam a tramitação processual”, o que o torna referência nacional.

Quase que diariamente, matérias produzidas pela Coordenadoria de Comunicação Social do Tribunal de Justiça vêm ganhando destaques no site do Conselho Nacional de Justiça e em portais da área jurídica. Na divulgação dos textos, o CNJ sempre cita como fonte a Assessoria de Imprensa do TJPB.

No mês de agosto, por exemplo, mereceram manchetes, entre outras matérias: o cumprimento da Meta 2 por parte do TJ; o lançamento de mais uma edição da Revista do Foro; Manual de Práticas Cartórias; o empenho dos juízes e servidores no mutirão carcerário; projeto de modernização implantado pela FGV no TJ; a instituição do Projeto Conciliar e a normatização das Centrais de Conciliação.

Neste mês de setembro,  já foram divulgadas reportagens sobre a visita do presidente do STF e do CNJ, ministro Gilmar Mendes, à Paraíba, para inauguração da virtualização processual de duas Varas de Execução Penal, que, segundo o ministro, podem se tornar modelos para o País; o cumprimento pelo TJPB de três das 10 metas de nivelamento estabelecidas pelo CNJ;  a realização de mutirões no 1º e 2º Tribunais do Júri de João Pessoa, dentre outras.

Maior destaque recebeu a reportagem intitulada “Presidente do TJPB estabelece 'gestão de guerra' para cumprir todas as determinações do CNJ”. Com 79 linhas, a matéria traz uma avaliação do presidente do Tribunal acerca do relatório do CNJ, destacando ações que o TJPB já vinha adotando e que vão ao encontro às orientações do Conselho. Nela, o desembargador-presidente Luiz Silvio Ramalho Júnior responde a todos os pontos questionados pela imprensa, quando de entrevista coletiva, após a divulgação do relatório da inspeção no Tribunal.

Fonte: Codecom/TJPB